A depressão já foi considerada [uma epidemia do século XXI, atingindo um grande número de pessoas de diferentes classes sociais e regiões do mundo. Tendo as causas mais diversas, a depressão altera o humor, trazendo falta de ânimo, tristeza, sentimento de nulidade e fadiga.

Procurando entender melhor sobre a doença, sua cura se torna mais acessível. Nas mulheres, os números da doença são maiores do que nos homens, e trazem fatores específicos de causa e tratamento.

Acompanhe o conteúdo a seguir para saber o que causa depressão feminina e quais são as formas de tratá-la.

O que causa depressão feminina?

A depressão feminina pode estar ligada aos hormônios, mas também às questões das mulheres no mundo contemporâneo. O luto, a sobrecarga e a expectativa da sociedade podem fazer com que as mulheres tenham depressão.

Fatores como a puberdade, a gravidez ou a menopausa podem intensificar a doença, sendo períodos que se deve redobrar o cuidado consigo mesma.

Quais são os sintomas da depressão feminina?

Podendo aparecer de modo muito diferente entre as mulheres, a depressão pode causar, no princípio: falta de ânimo, falta de apetite, ansiedade, irritação, insônia, sono prolongado e sensação permanente de tristeza.

Caso a doença evolua, com ela vêm perda o prazer por atividades sociais, pessimismo profundo, baixa libido, confusão mental e até pensamentos suicidas.

Por que a depressão masculina e a feminina são diferentes?

É conhecido o fato de que a incidência da doença em mulheres é bem mais alta do que em homens. Isso se deve a muitos fatores genéticos, sociais, reprodutivos e também de personalidade.

A mulher está sujeita a sofrer alterações hormonais de modo muito mais intenso e constante do que os homens. O elevado nível de estresse entre mulheres que trabalham e cuidam dos filhos também contribui para inflar essa estimativa.

Como identificar pontos que podem desencadear uma depressão?

Alguns fatos podem ser decisivos para que a depressão se instale. O histórico familiar, como falta de apoio ou estrutura básica, favorece as doenças mentais.

Perda de algum familiar também pode contribuir para a depressão, assim como a saída de um emprego muito importante. O abuso sexual causado pela vulnerabilidade da mulher e assédios também podem trazer esse quadro.

Como lidar com a depressão feminina?

Ao primeiro sintoma de depressão na mulher, é necessário encaminhá-la a um médico responsável pela saúde mental, sendo o mais indicado um psiquiatra. Ele avaliará as terapias e procedimentos adequados para o tratamento da doença, que se diferencia pelo nível de evolução e pelo suporte de cada mulher.

Em alguns casos, pode ser utilizado medicação para auxiliar na recuperação. Também podem ser prescritas terapias auxiliares, como as em família, em casal e com atividade física.

Como evitar a depressão feminina?

Para não sofrer de depressão, tenha sempre cuidado consigo própria, unindo atividades para o corpo e mente. Procure viver em ambientes saudáveis, longe de conflitos crônicos, situações abusivas e de muito estresse.

Praticar atividade física regularmente e ter uma dieta equilibrada também contribui muito para a prevenção da doença. E quem possui histórico familiar pode tentar fazer uma psicoterapia para acompanhar o quadro psicológico.

Saber o que causa depressão é o primeiro passo para o seu tratamento. Você conhece alguma mulher que precisa de ajuda? Compartilhe este post com o seu círculo social e ajude outras pessoas a terem acesso a essas informações!

Baixe também nosso aplicativo (App) nas lojas:

Apple Store  Google Play  

Autora:

Sou mãe e empreendedora, antes de iniciar essa jornada fui por 20 anos executiva de Recursos Humanos. Essa experiência aliada com nosso compromisso de fazer o melhor gerou o processo de habilitação mais incrível que você já conheceu. Sim, o processo para ser uma babysitter é rigoroso e não abrimos exceções.

ClickSitter | Encontre as melhores babysitters perto de você

 

Assine nossaNewsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!