Dizer não para o filho é uma atitude que angustia muitos pais. Enquanto alguns pais dizem não diariamente aos filhos e chegam até a sonhar que estão dizendo “não”, de tanto que o fazem, outros acreditam que não se deve negar nada para a criança, mas negociar ou ceder para evitar conflitos.

É comum que, depois de passar a semana trabalhando fora e vendo o filho por apenas algumas horas diariamente, os pais sintam-se tentados a ceder a alguns caprichos da criança como forma de compensar sua ausência. Mas nesse artigo, você vai conferir a importância e a necessidade de dizer não para seus filhos.

Estabelece limites

É possível ter uma amizade com seus filhos e estabelecer limites. São coisas diferentes e isso não fará de você um autoritário. Uma pessoa autoritária dá ordens aleatórias, sem um padrão, conforme bem entende. Ela ameaça, constrange, usa de violência para fazer valer sua vontade.

Já uma figura de autoridade deixa claras as regras, porque é necessário segui-las e o que acontece caso elas não sejam seguidas. Quando isso é feito, dizer não para o filho pode ser o mesmo que agir com justiça, pois garante o cumprimento das regras.

Combate a birra

Por exemplo: todas as pessoas da família fazem as refeições na mesa. Isso é importante porque ajuda a manter a sala limpa e evita que a comida caia no sofá. Manter a alimentação confinada a um espaço também contribui para a limpeza da casa e evita formigas e baratas, que podem ser atraídas por restos de comida no chão. Se você explicar tudo isso para a criança, se essas regras fizerem parte da rotina de vocês e, mesmo assim, ela quiser comer no sofá, é necessário dizer não.

Pode parecer que será uma vez só, que é uma coisa pequena e que vai fazer a alegria dela naquele momento, mas se você disser sim, cria uma exceção. Essa exceção é o motivo que pode levar a criança a pedir para comer na sala sempre. Se você tentar impedir posteriormente, ela vai chorar, se jogar no chão e insistir porque não entenderá o motivo de ela poder comer na sala, algumas vezes, e, em outras vezes, não. Vai crescer uma criança mimada.

Se as regras dependem apenas da vontade dos adultos, ela chora e pressiona porque quer que a vontade dela prevaleça sobre as outras: torna-se uma questão de medir quem pode mais, de provar força.

Se a criança souber que todos seguem as regras, inclusive os pais, fica mais fácil disciplinar. É por isso que, para a psicóloga Rosana Augone, a chave de uma boa educação é saber dizer “não”. Mais importante do que estabelecer regras é ter disciplina e segui-las, sem abrir exceções quando é conveniente para você.

Prepara para a vida

Todo adulto lida com o fato de que nem sempre conseguimos o que queremos. Seja no trabalho, no relacionamento, na família, a vida muitas vezes nos diz não. Para que a criança cresça como um adulto capaz de lidar com os desafios da vida adulta, ela precisa aprender a lidar com o “não”.

Para a psicóloga Margarida Luzia dos Santos Antunes Chagas, a criança que tem limites cresce para tornar-se um adulto com boa capacidade de enfrentar problemas, com alto grau de tolerância a frustrações e com tendência a ser mais feliz.

Ensina a dizer não

Tania Zagury, filósofa e professora de psicologia da educação, acredita que ouvir negativas faz com que a criança entenda melhor a sociedade. Se a criança não for repreendida quando necessário, provavelmente terá um comportamento inadequado nas suas interações sociais no futuro. É preciso que a criança cresça capaz de dizer não: para relacionamentos tóxicos, para drogas, para oportunidades de fazer coisas erradas.

Dizer não para o filho é um ato de amor. Compartilhe este artigo nas redes sociais e troque experiências com outros pais sobre o assunto!

Download my app