Passar um tempo com os filhos ajuda a estreitar os laços familiares. E se esse tempo for utilizado para brincar e aprender, melhor ainda! Por conta disso, muitos pais querem fazer brincadeiras com as crianças, mas também se preocupam com a qualidade das atividades. Escolher jogos educativos e desenvolver brincadeiras lúdicas que incentivam o aprendizado é muito mais fácil do que parece!

Quer aprender brincadeiras que divertem e educam ao mesmo tempo? Confira agora algumas sugestões de atividades pedagógicas para fazer com as crianças:

Adivinha o que estou sentindo?

Escreva em pedaços de papel alguns sentimentos e sensações, como raiva, medo, frio, e alegria. Dobre os papéis, coloque em uma tigela e peça que a criança retire apenas um por vez. Sem contar para os demais, o pequeno deve fazer gestos que representem o sentimento sorteado — os participantes devem tentar adivinhar no menor tempo possível. Se o número de participantes permitir, você pode dividi-los em times.

Essa atividade ajuda os pequenos a reconhecerem as emoções e a se tornarem mais atentos aos sentimentos das pessoas.

Jogo da Memória

Uma das atividades pedagógicas mais clássicas que existem, o jogo da memória incentiva a concentração e o raciocínio. Disponha figuras repetidas de animais, objetos ou frutas de forma desordenada sobre uma superfície – pode ser uma mesa ou até mesmo no chão. Cada jogador deve virar duas figuras por vez, tentando encontrar os pares corretos. Para ficar ainda mais legal, você pode pegar revistas e pedir para que as crianças recortem figuras iguais e colem em cartões para fazer seu próprio jogo da memória.

Tem gosto de quê?

Essa uma maneira interessante de ensinar os pequenos a reconhecer sabores, estimulando o paladar. Separe em tigelas alguns alimentos, tentando diversificar o gosto (azedo, doce, ou salgado) e a textura (se é mole, líquido, ou em pedaços, por exemplo). Coloque uma venda na criança e ofereça a ela um alimento por vez. Delimite um tempo para que ela possa adivinhar o que está comendo. Essa atividade também é uma opção interessante para os pais que querem oferecer novos alimentos aos filhos. E a brincadeira também pode ser feita para estimular outros sentidos, como o tato (oferecendo objetos variados) e a audição (selecionando sons de animais, por exemplo).

O que tem na rua?

Peça para que cada criança diga um objeto, animal ou material que se vê quando se anda na rua, por exemplo, um poste ou um cachorro. Você pode variar o local escolhido, como a praia ou a escola. Também pode dificultar um pouco a brincadeira e pedir que as palavras comecem com determinada letra. Exemplo: o que tem na escola com a letra P? Esse jogo é ótimo para incentivar a memória e o desenvolvimento do vocabulário.

O que está faltando?

Escolha um ambiente da casa, como o quarto ou a sala, e solicite que os pequenos observem bem o local. Em seguida, peça que todos se retirem e esconda um objeto que fazia parte do ambiente. Chame as crianças de volta e peça que elas descubram o que está faltando. É uma boa opção para desenvolver a noção espacial e o senso de observação dos seus filhos.

Gincana maluca

Vá para o quintal, para o playground do prédio ou para uma praça. Crie um circuito de atividades para as crianças executarem. Você pode, por exemplo, pedir para que elas corram de costas de uma árvore a outra. Depois pulem num pé só para, em seguida, andarem em zigue zague. Isso ajuda a melhorar a coordenação motora e o equilíbrio dos pequenos, além de incentivar a prática de atividades ao ar livre.

Viu como é fácil brincar e educar os filhos ao mesmo tempo? Você não precisa de brinquedos caros e nem de muita elaboração para oferecer atividades pedagógicas para as crianças. Vale ir além das dicas que apresentamos e relembrar as brincadeiras do tempo da vovó para ensiná-las a seus filhos. Desligue a TV, esqueça o celular e aproveite mais o momento em família!

Assine nossaNewsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!