Ninguém gosta de ouvir um bebê chorando, principalmente as mamães, não é mesmo? Quem está por perto quer logo descobrir o que há de errado, resolver o problema e ver o pequenino voltar a sorrir. Então, os adultos precisam aprender a interpretar essa linguagem e identificar os diferentes tipos de choro de criança. Quer saber como? Então você vai gostar de ler o nosso post de hoje.

Choro de criança é natural

Bebês choram mesmo. Essa é sua forma de se comunicar, de desabafar, e uma das muitas maneiras de interagir com o mundo à sua volta. Em média, bebês com 2 semanas choram cerca de 2 horas por dia, chegando a 3 horas quando têm 6 semanas de vida. Com 3 meses, a média de choro é de 1 hora por dia. Obviamente, isso é só uma média: alguns choram menos, outros mais, e alguns se acalmam mais facilmente do que os outros. Então, se seu bebê chora muito não significa que você não está cuidando bem dele. Relaxe e aprenda a identificar o que ele quer comunicar.

1 – Estou com fome!

Esta é a causa mais comum de choro de um bebê novinho. O choro é alto e forte, com curtos intervalos. Se você tocar seu rostinho com o dedo, ele vai girar a cabeça e abrir a boca tentando sugar, ou levar as próprias mãozinhas à boca. Ao perceber esses sinais, dê logo o peito ou a mamadeira que o choro vai cessar instantaneamente.

Dica: o ideal é alimentar o bebê em horários regulares. Não espere que ele comece a chorar desesperadamente, pois se ficar muito nervoso, pode ter dificuldades para pegar o peito.

2 – Estou cansado!

O bebê chora alto, demonstrando nervosismo, muitas vezes esfregando os olhinhos fechados. Os mais novinhos, que ainda não estabeleceram uma rotina, podem chorar de sono a qualquer hora do dia. Os maiores vão chorar de cansaço depois de um evento estimulante, após muito tempo fora de casa, ou então quando passar a hora da soneca e de ir para a cama.

Dica: leve o bebê para um ambiente silencioso, cante baixinho ou coloque uma música suave para tocar. Quando a criança está muito agitada ou nervosa pode ser difícil adormecer — preste atenção nos sinais de sono, como bocejos e olhar parado, e leve-o para descansar antes que o choro comece!

3 – Tenho cólicas!

Choro estridente, esticando o corpo e arqueando as costas. O choro por cólicas é muito comum a partir da terceira semana de vida, pois o sistema digestivo imaturo produz muitos gases. Você vai precisar de muita paciência para acalmar o seu bebê, pois o choro pode até durar horas!

Dica: pegue-o no colo e dê suaves palmadinhas nas costas, pois ele pode querer arrotar. Coloque o bebê de bruços e massageie suas costas. Ou então deite-o de costas e movimente suas perninhas como se estivesse ‘pedalando’, fazendo pressão suave na barriguinha para ajudar a liberar os gases. Peça também ao pediatra indicações de chás ou gotinhas antigases.

4 – Estou desconfortável!

Choro continuado, som nasal, como se fosse um lamento, e não um grito. Isso pode significar que a fralda está suja, ou que ele está sentindo calor ou frio. Quando ele apresentar este tipo de comportamento, identifique e elimine a causa do desconforto.

Dica: tome você mesma como parâmetro para saber se o bebê está com calor ou frio — por exemplo, se você está sentindo frio, é melhor agasalhá-lo também. Vista o bebê com uma camada de roupas a mais do que você está usando: se você está confortável de mangas curtas, vista roupa de manga comprida; se você precisa de mangas compridas, vista mais um casaquinho, e assim por diante.

5 – Estou com dores!

Choro repentino, estridente, quase perdendo o fôlego, significa uma dor súbita que pode ter várias causas, como um tombo do berço, uma picada de inseto, uma pancada ou algo que o espetou — há também a possibilidade de ele estar sentindo uma dor interna.

Dica: tenha sempre à mão o telefone do pediatra ou do atendimento de emergência. Se você não identificar a causa do choro para acalmar o bebê, ligue e peça ajuda!

Ficou mais tranquila para aprender a identificar os tipos de choro de criança? Tem alguma outra dicar para identificar o que o bebê está sentindo? Compartilhe a sua experiência com a gente!

Baixe também nosso aplicativo (App) nas lojas Apple Store e Google Play

Assine nossaNewsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!