Que mulher nunca se questionou sobre o retorno ao trabalho, após a maternidade?

Para falar sobre esse tema, convidamos Rosi Alves Scherzer, mãe da Isabela e consultora especializada em planejamento e transição de carreira.

Como conciliar os meus vários papéis, como o de mãe, esposa e profissional considerando esta nova realidade? O formato de trabalho anterior continua sendo válido e me trará satisfação? Devo buscar uma transição de carreira? É o momento de pausar ou abandonar minha carreira? Por que me sinto culpada em relação as minhas possíveis escolhas?

Essas são apenas algumas das inquietações e dilemas que comumente cercam a mente e o coração das mulheres que, assim como eu, conquistaram uma promoção na carreira da vida: a de mãe!

Tais questões atingem mulheres de diferentes realidades, tipos e níveis de carreira – da estagiária à executiva, da jovem pesquisadora à experiente acadêmica, da profissional autônoma à proprietária de um negócio. Os dilemas não têm endereço fixo! Mas, afinal, é possível encontrar harmonia entre maternidade e carreira?

A maternidade não é uma conta exata, tampouco a carreira

Por mais que nos planejemos para a maternidade, somente quando nos tornamos, efetivamente, mães é que nos damos conta do novo cenário que passará a ser configurado. Neste momento, para surpresa de muitas mulheres, nem sempre “a conta fecha”. E agora?

O período de licença maternidade, cuidadosamente planejado e idealizado, na verdade é permeado por constantes e intensas mudanças de rota e o inesperado, por vezes, insiste em sobrepor a lógica da matemática e dos roteiros exatos desenhados pelo mundo do trabalho às mulheres no Brasil, extrapolando os quatro meses ou, no melhor dos cenários, seis meses estabelecidos.

Que mãe consegue, por exemplo, planejar o melhor momento para aquela febre, comum aos primeiros aninhos do bebê, aparecer? Não há aviso prévio! O inesperado mundo das mães reais agora também influencia suas carreiras! Estamos preparadas para isso? E a sociedade, está?

Todas essas transformações estruturais, físicas e emocionais vivenciadas pela mulher que se tornou mãe, impactam diretamente a sua relação com as demais áreas da vida, o que inclui a atuação profissional. Assim, é natural considerar que nossas experiências influenciam diretamente nossas escolhas de carreira. Os pesquisadores London e Stumpf (1982), nos anos 80, já nos alertavam a respeito:

 “A carreira envolve uma série de estágios e a ocorrência de transições que refletem necessidades, motivos e aspirações individuais e expectativas e imposições da organização e da sociedade (o que inclui as diferentes formas de trabalho do mundo contemporâneo)”.

Vida em perspectiva e a carreira sustentável

A carreira, a exemplo da vida, é permeada por ciclos e é construída ao longo da nossa história. A carreira caminha junto conosco e com quem nos tornamos ao longo do tempo, além de estar exposta ao contexto da sociedade na qual estamos inseridos. Não há como separar a carreira da vida – ela faz parte da vida e constitui, para algumas pessoas, parte importante desta.

A visão da carreira como uma jornada mais ampla e repleta de conexões, portanto, costuma trazer luz a questões que se apresentam entre nuvens e nos impedem de visualizar o porvir, especialmente quando nos tornamos mães e sentimos o desejo ou temos a necessidade de darmos continuidade às nossas vidas profissionais.

Além disso, a perspectiva da carreira sustentável pode constituir uma importante chave para nos ajudar a refletir, decidir e planejar os próximos passos de nossa jornada pessoal e profissional.

Então, que tal ter uma visão de longo prazo para a sua vida? Quais são os seus sonhos? Quais os seus principais interesses pessoais, profissionais e financeiros para este e para os próximos anos? O que você ainda deseja aprender, desenvolver e realizar? Quem deseja ser?

Foque no que realmente importa!

A que você realmente dá valor na vida? Há quanto tempo você não se permite parar e refletir sobre questões como esta?

Posso perguntar um pouco mais (mania de consultora!)? O que você acredita sobre a vida? O que você acredita sobre ser mãe? E sobre ser profissional? Quais foram os momentos mais marcantes em sua história, suas principais conquistas e os principais desafios que vivenciou? Como você escolheu lidar com tudo isso? O que, verdadeiramente, te motiva?

Quando o assunto é carreira, devemos ter atenção ao avaliar oportunidades, além de ter cuidado para não cair na armadilha de achar que o caminho aparentemente mais curto é também o mais eficiente. Quando nos atentamos apenas aos fatores externos, como a empresa, o mercado, a tal crise ou, quem sabe, opiniões de conhecidos, compomos um grupo de risco que fica à mercê desses ventos.

Ao agir desta maneira, damos espaço às frustrações, à baixa sensação de harmonia e ao sentimento de culpa – nosso e daqueles para os quais a transferimos, uma vez que terceirizamos parte de nossas decisões.

A perspectiva da carreira sustentável abrange a avaliação daquilo que, essencialmente, importa para você, o que quer dizer que suas melhores escolhas de carreira serão aquelas que terão mais alinhamento com as respostas às questões acima e, de maneira mais específica, com os seus valores pessoais!

Não deixe de olhar para o que realmente importa para você, em primeiro lugar. Quando escolhemos agir assim, ampliamos a visão acerca das oportunidades disponíveis, aumentamos a probabilidade de realizar escolhas mais conscientes e de influenciar cenários externos a nosso favor. Como resultado, este processo nos ajuda a perseguir caminhos mais harmônicos.

Então, que tal transformar os seus dilemas em boas soluções?

A maternidade é, ao mesmo tempo, maravilhosamente bela e desafiadora. Os dilemas que acompanham esse processo de transformação das mulheres em mães fazem parte deste quadro abstrato e, quando bem elaborados e geridos podem constituir excelentes pontos de partida para a construção de boas soluções de carreira e vida.

Quais são os seus principais dilemas? Não os ignore. Elenque-os e busque respostas! Como você gostaria, em essência, de responder a cada um desses dilemas e questões?

Colocar a vida em perspectiva, a partir dos valores e preferências individuais prioritários, certamente lançará luz a possíveis caminhos que tenham mais sintonia com a perspectiva traçada, o que, por sua vez, dará fluidez aos próximos passos que podem incluir a decisão pelo melhor caminho, a definição de objetivos e a elaboração de ações para torná-los possíveis.

Mães à obra!

Há mulheres que desejam se tornar mães e dar continuidade às suas carreiras profissionais. Há mulheres que, ao tornarem-se mães, optam por pausar, temporariamente ou definitivamente suas carreiras. Há ainda, mulheres que se tornaram mães há alguns anos, pausaram suas carreiras e que, agora, desejam retomá-las.

Cada mulher é única e, portanto, cada escolha é também singular e permeada de importantes sentidos! Se você, atualmente, tem se deparado com parte dos dilemas aqui apresentados e deseja realizar escolhas conscientes e harmônicas, lhe convido a considerar os seguintes pontos, em suma:

  • Tenha uma perspectiva de longo prazo para a sua vida e inclua a carreira nesta perspectiva – nesta ordem.
  • Saiba quem você é e o que deseja. Não terceirize suas escolhas.
  • Avalie as oportunidades a partir dos seus valores e trabalhe para torná-las favoráveis a você.
  • Assuma uma decisão, seja ela qual for, e tenha atitudes positivas com relação a ela!
  • Planeje a sua nova rotina, readéque prioridades e estabeleça pequenas metas.

Por fim e para começar, todos os dias: celebre a maternidade! Esta, sem dúvida, é a sua maior promoção na vida!

Rosi Alves Scherrer é mãe da Isabela, Consultora especializada em planejamento e transição de carreira, pós-graduada em Modelos de Gestão Estratégica de Pessoas pela Fundação Instituto de Administração (FIA) e Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC). Entre os projetos, é idealizadora e consultora no programa de planejamento e orientação de carreira para mães “Fui Promovida, Sou Mãe”.

Baixe também nosso aplicativo (App) nas lojas Apple Store e Google Play