Com as mudanças na dinâmica de muitas famílias e a grande demanda por profissionais da área, é importante saber exatamente o que é necessário para ser uma babysitter.

Ao contrário da babá regular, que geralmente é contratada para trabalhar todos os dias em uma casa, com carteira assinada, horários, dias de folga e tarefas previamente estabelecidos, a babysitter não tem vínculo empregatício e atende em dias e horários diferentes, de acordo com a demanda.

Conheça melhor quais são os principais requisitos para se tornar uma excelente babysitter:

Experiência profissional com crianças

Uma babysitter precisa estar apta a supervisionar e cuidar de crianças na ausência dos seus pais, por isso, é essencial que ela já tenha experiência na atividade. Além de manter as crianças protegidas e entretidas, é necessário que a babysitter seja experiente em:

Dar apoio pedagógico

Ninguém contrata uma babysitter para que ela deixe uma criança durante horas na frente da televisão. É essencial que a profissional tenha habilidade e criatividade para envolver as crianças em atividades educativas.

É importante que a babysitter tenha uma personalidade lúdica e se preocupe em promover um ambiente saudável, ativo e divertido para as crianças. Inclusive, atualmente muitas profissionais da área são formadas em pedagogia.

Lidar com situações adversas

Especialmente ao cuidar de mais de uma criança ao mesmo tempo, a babysitter precisa saber contornar algumas situações difíceis e resolver problemas, além de lidar com mau comportamento e resistência acerca das regras estabelecidas pelos pais.

Com paciência e gentileza, a profissional deve fazer com que as crianças cumpram essas regras e entendam quem está no comando.

Conhecimento na área da saúde

Crianças são imprevisíveis e uma emergência pode surgir, portanto, é imprescindível que a babysitter saiba como agir nesse tipo de situação. Esse conhecimento também se faz necessário em outras situações:

Crianças com necessidades especiais

A babysitter deve saber se adaptar às diversas necessidades das crianças, sendo sensível e atenta à condição e limitação de cada uma.

Acidentes domésticos

O ideal é que a profissional que cuida de crianças seja qualificada em primeiros-socorros, além de ser capaz de agir rapidamente e com calma em caso de possíveis acidentes.

Responsabilidade é essencial para ser uma babysitter

Ser responsável é um requisito óbvio para qualquer tipo de trabalho, mas, em se tratando do cuidado com crianças, existem algumas qualidades indispensáveis:

Pontualidade

A família contratante precisa de uma profissional que chegue no horário combinado e não falhe em cima da hora, portanto, a babysitter deve ser responsável com sua agenda e avisar com antecedência sobre possíveis atrasos ou impossibilidade de comparecer em um dia agendado.

Confiabilidade

Para deixar uma pessoa com seus filhos, os pais precisam confiar que ela vai seguir as regras da família e prestar atenção nas crianças, para que estejam seguras. Durante o período de trabalho, a babysitter não deve aproveitar o tempo para conversar ao telefone ou utilizar as redes sociais.

Flexibilidade

Uma babysitter também deve estar aberta a negociações, sendo flexível quanto aos horários dos pais caso haja um imprevisto e ela precise ficar mais tempo do que o combinado. É preciso também flexibilidade para negociar o valor do pagamento, que deve ser um valor justo para ambos os lados.

Gostou de saber mais sobre os requisitos para ser uma babysitter? Então siga-nos nas redes sociais — Facebook, Twitter e LinkedIn — e mantenha-se por dentro de tudo o que falamos por aqui!

Download my app