Por mais que a gente queira passar todo o tempo com o filho, ainda mais quando são muito pequenos, muitas vezes a rotina de trabalho nos impede. Por isso, encontrar uma babysitter que cuide bem daquele ser que é o mais importante da nossa vida, é vital.

Mas, como escolher a melhor profissional, a melhor babysitter para criança?

No post a seguir damos dicas sobre quais habilidades sua babysitter deve ter, dependendo da idade do seu filho. Saiba mais!

0 a 1 ano: a babysitter deve ser calma e cuidadosa

Entre 0 e 1 ano, a criança ainda é um bebê. Isso significa que precisa de cuidados especiais e muita calma da parte da babysitter. Nessa fase, deve-se trocar as fraldas constantemente, por isso a babá precisa ter alguma experiência com crianças nessa idade. Além disso, o bebê costuma chorar bastante, o que exige muita paciência e tranquilidade para acalmá-lo.

Aliás, há quem opte por uma babá que também seja enfermeira para auxiliar nos cuidados com a saúde do bebê.

1 a 3: a babysitter deve ser bem disposta

Essa é a fase em que a criança começa a aprender a andar e a querer descobrir o mundo. Logo, é necessário que a babysitter tenha muita disposição para acompanhar os primeiros passos da criança e sua vontade de desvendar o universo que se constrói ao seu redor.

É importante que a babá estimule a criança a andar, mas que esteja sempre por perto para identificar possíveis obstáculos ou desequilíbrios que são naturais nesse período. Ela deve proporcionar que a criança caminhe por aí, ao mesmo tempo em que deve se preocupar com sua segurança e o seu bem-estar.

4 a 6: a babysitter deve ser companheira

Esse é um dos períodos mais importantes para o desenvolvimento intelectual da criança. Também é aquela fase em que o pequeno faz perguntas constrangedoras, o que deixa muitos adultos de cabelo em pé.

Portanto, a babá deve conversar constantemente com os pais sobre os assuntos que pode ter com a criança e como abordá-los, caso sejam feitas perguntas relacionadas, por exemplo, à sexualidade. Questões como a hora de tirar a chupeta ou a mamadeira precisam estar bem alinhadas entre pais e a babá, ok?

É interessante investir numa profissional que tenha alguma formação que saiba lidar com crianças em fase de desenvolvimento intelectual, como as da área de pedagogia ou de psicologia. Ademais, é importante que os pais escolham livros para que a babá leia para a criança, incentivando o gosto pela leitura, assim como a imaginação e a criatividade, habilidades que fazem parte dos estímulos cognitivos.

A partir de 6 anos

A partir de 6 anos a criança costuma ter uma rotina mais bem definida. Se antes dos 6 anos ela não frequentou a escola, agora já não tem mais escapatória. É o momento em que a criança costuma iniciar cursos diversos, como o futebol ou o ballet, e que precisa aprender a organizar seu tempo entre a escola, as tarefas de casa e as outras atividades complementares.

O papel da babá é ajudar a criança com esses afazeres e auxiliar os pais no processo de ensinar a disciplina e o cumprimento com as obrigações. Profissionais e/ou estudantes da área de pedagogia são bastante indicados, já que são capazes de ajudar com as tarefas e ensiná-las a desenvolver habilidades importantes e relacionadas ao conhecimento.

E aí? Gostou das dicas para escolher babysitter para criança? Que tal estar sempre por dentro dos nossos conteúdos? Siga nossos perfis no Facebook, Twitter, LinkedIn e Google +.

Download my app

 

Assine nossaNewsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!